Home Office: como é, rotina, ferramentas, tudo que você precisa saber!

by - fevereiro 11, 2019



Trabalhar em casa, fazer o próprio horário, não se preocupar com "chefe" a todo momento. Um sonho, né? Mas o home office pode ir muito além disso. Faço parte desse estilo de trabalho há quase dois anos e, ao longo desse tempo, foi possível perceber alguns pontos mistificados. 

Primeiro de tudo, home office não é tão fácil quanto parece. Eu sei, poder decidir quando começa/termina seu trabalho é maravilhoso, mas, já pensou que sem disciplina você acaba mais "descansando" do que verdadeiramente trabalhando? Isso porque as linhas entre trabalho e casa não são bem definidas visto que, na hora da preguiça, seu sofá está sempre presente no mesmo ambiente e, há sempre a possibilidade de "trabalhar até mais tarde" para suprir aquela saidinha para tomar sorvete no calor de uma terça-feira. São exemplos bobos, mas que realmente fazer parte do cotidiano de quem trabalha assim. Por isso, caneta e papel na mão para aprender algumas dicas e se dar bem nesse estilo de trabalho.

Por que escolher home office?

O home office pode ser uma saída muito interessante para quem está começando um negócio. Falo isso por experiência própria. Além de questões pessoais, dar o start na própria empresa é um caminho bem árduo e envolve uma série de coisas que não aprendemos nas matérias do colégio. Você paga imposto, precisa correr atrás de clientes, matéria prima para o seu negócio engrenar. Para vocês terem uma ideia, comecei no ano passado minha agência de marketing digital e o blog. São 4 meses de muito trabalho e uma disciplina constante contra a procrastinação. Seria um sonho ter um escritório para trabalhar nos dois empregos, mas galera, pé no chão que a realidade vem: no mínimo, mas mínimo mesmo, você gasta apenas com espaço uns R$1500,00/mês. Quem tem todo esse dinheiro no começo? Então sim, home office é uma ótima saída para quem não tem grana.

Precisa de rotina? Disciplina?

Claro! Gente, rotina é necessária em qualquer emprego. Não dá pra pensar que você vai alcançar o status de grande empresário, blogueira(o) de sucesso, mestre em algum assunto sem se aplicar. Nada vem fácil. Por isso, é importante que você decida uma rotina de acordo com o que fica melhor para você e que te agrade no final. No meu caso, por exemplo, estipular um horário de começo e término de trabalho foi imprescindível. Dessa forma eu faço meu horário comercial, das 09h às 18h e consigo me dedicar a outras partes da minha vida, sem sentir que tudo que faço é trabalhar. Alguns dias eu passo do horário? Claro! Como todo funcionário. Mas, na maioria do tempo tento dar o máximo para cumprir esse cronograma. 

Você rende no home office?

Qual a definição de produtividade para você? É muito específico para cada ser humano, mas, o que todos temos como senso comum é: depende do nosso tempo. O tempo que dedicamos a determinado item. Quando comecei no home office, levei dois dias para produzir uma programação com 8 conteúdos. OITO! Tens noção do quanto minha produtividade estava baixa? Não sabia administrar o tempo que tinha. Era fácil procrastinar e focar minha atenção em outras coisas. Sentei inúmeras vezes na frente do computador e fiquei rolando a timeline do Instagram por horas, dizendo a mim mesma que eu podia fazer aquele trabalho a noite ou no outro dia. Quem eu estava enganado? No final dos dois dias percebi que, se tivesse feito os conteúdo em 2 horas (o tempo que hoje levo para uma programação desse tamanho) poderia ter adiantado outros clientes e otimizado o tempo. Deu pra entender?  O rendimento no home office depende exclusivamente de você e de como você organiza seu tempo.

Dicas para quem trabalha no home office:

- Defina um horário de trabalho. Pode ser apenas no período da tarde, três horas por dia, das 19h às 22h, não importa. Definir esse tempo permite que você se organize melhor e distribua melhor suas tarefas;
- Defina um cronograma de tarefas: o que é a curto, médio e a longo prazo? O que precisa ser feito agora e o que pode ser reorganizado para outro dia?
- Tenha uma agenda. Do Google, do celular, agenda convencional, planner. As opções são infinitas. Mas possuir um desses itens ajuda e muito você a observar o que precisa ser feito na semana ou mês e, caso algo de última hora apareça, ter tempo hábil para fazê-lo;
- Defina um lugar para o trabalho. Pode ser uma mesa no quarto, o canto da mesa da cozinha. O importante é que seja um lugar onde você verdadeiramente consiga se dedicar ao trabalho. Trabalhar na sala, com a tv ligada ou na cama sob as cobertas não é trabalhar, pessoal. Defina o lugar e veja como você consegue produzir mais e sentir-se mais animada(o);
- Observar se isso te agrada. De nada adianta você se esforçar e criar métodos para o home office se, ao final isso não te agrada. Coloque tudo na balança antes de passar muito tempo nesse estilo de trabalho e perceber que o que ama mesmo é ver e conversar o dia todo com pessoas diferentes.

Ferramentas para te ajudar

MeisterTask: gratuito e com uma infinidade de funções, o MeisterTask é um gerenciador de tarefas que permite que você crie projetos e o que precisa ser feito em cada um deles, otimizando e visualizando o tempo que você leva para produzir cada item.

Remember the Milk: perfeito para quem ama listas. Nele você cria listas que permitem o gerenciamento e organização da rotina, os compromissos e as anotações.

Zero Paper: grátis, ele facilita a gestão financeira da sua empresa ou dos gastos pessoais. Bem mais simples que uma planilha no excel, você pode adicionar nele as contas a pagar e receber, além de ter um relatório mês a mês e conferir se você teve lucro ou prejuízo.

Google Drive: aqui você cria pastas, armazenas documentos, edita arquivos e pode compartilhá-los com várias pessoas sem precisar enviar anexos em e-mails.

Google Agenda: defina os compromissos, marque as reuniões ou coloque o dia e hora que o post deve sair na rede social. As possibilidades são infinitas para você organizar seu trabalho.

Gostou? Compartilhe!

You May Also Like

0 comentários

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();